Pele Seca vs Desidratada: Qual é a Diferença e Por Que Você Deve se Importar

Pele Seca vs Desidratada: Qual é a diferença e por que você deve se importar

Quando o assunto é a saúde da pele, as mulheres têm um especial interesse no tema e são elas que mais buscam informações sobre a área.

Uma boa saúde da pele pode ajudar a prevenir o tão temido envelhecimento precoce, por isso a indústria de cosméticos investe alto em produtos para essa finalidade.

A cada ano surgem mais produtos para os diferentes tipos de pele, que tratam dos cuidados necessários para cada um deles, como as máscaras de safira, inovação no tratamento da pele seca.

No assunto pele, uma dúvida que costuma acometer milhões de pessoas é sobre a diferença entre pele seca vs desidratada.

É muito mais comum do que imagina-se que a pele seca e a pele desidratada sejam confundidas como sendo a mesma coisa, sendo costumeiramente utilizadas como sinônimos em conversas informais.

Apesar dessa confusão coletiva, as duas coisas não são iguais, pois enquanto uma é um tipo de pele, a outra é uma condição da pele.

Você sabe dizer qual é qual? Agora a dúvida bateu, não é?

Caso não saiba distingui-las, então esse artigo é recomendado para você, pois aqui irei explicar as diferenças entre pele seca vs desidratada.

Ficou curiosa e quer saber tudo sobre o assunto? Então leia o texto até o final!

Entenda a diferença entre pele seca vs desidratada

O que é uma pele seca?

A pele seca é um dos quatro tipos de pele existentes, e assim como a pele oleosa, a pele normal ou a pele mista, ela é permanente.

Uma pessoa que tem a pele seca possui uma ausência da produção de óleos (gorduras) pelas glândulas sebáceas, o oposto do que ocorre com alguém que tem a pele oleosa (produção de óleos em excesso).

Essa falta de oleosidade causa uma pele de aparência escamosa, opaca e “repuxada”.

Quem possui pele seca tende a ter mais casos de inflamações, vermelhidões e irritações, principalmente na região próxima à boca.

A pele seca também traz mais riscos ao surgimento de condições clínicas como psoríase, eczema e dermatite.

- Anúncio -

Além de tudo isso, a pele seca é menos elástica e a pessoa que a possui tem mais chances de apresentar rugas prematuras e envelhecimento precoce.

Diferentemente do que ocorre com a pele desidratada, uma pessoa com a pele seca pode ter a presença de bastante água na região, mas ainda assim sofre com os efeitos da pouca oleosidade.

O que é a pele desidratada?

Ao contrário da pele seca, a pele desidratada é uma condição temporária que pode atingir pessoas com qualquer tipo de pele, independentemente do nível de oleosidade, e é mais facilmente tratável.

Isso quer dizer que é possível que mesmo uma pessoa com a pele extremamente oleosa ainda sofra com a desidratação.

A pele desidratada é uma condição que ocorre quando há falta de água na pele, deixando-a com aparência opaca.

Existe um teste, chamado de “teste do beliscão”, que é muito eficaz para que você saiba se está ou não sofrendo com a pele desidratada.

Além desse teste, existem alguns sinais que facilitam a identificação da desidratação da pele, como:

  • Olheiras muito escuras
  • Perda da elasticidade
  • Linhas finas no rosto
  • Rugas superficiais no rosto

Alguns dos fatores que podem causar a pele desidratada são a exposição excessiva ao sol sem proteção e o uso constante/frequente de sabonetes adstringentes.

Agora que você conheceu a diferença entre pele seca vs desidratada, chegou a hora de saber como é possível tratar as duas.

Lembrando que assim como elas são diferentes na sua essência, o tratamento para a pele seca e para a pele desidratada também são diversos.

Tratamento para a pele seca

O tratamento da pele seca consiste em compensar a falta de produção de óleos pelas glândulas sebáceas com a aplicação de óleo externo.

Para isso, existem tanto produtos naturais quanto artificiais (esses são chamados de produtos moisturizer) para tratar da pele seca.

Os sabonetes hidratantes e os cremes hidratantes são de total essencialidade para melhorar o aspecto da pele seca, sendo recomendado também o uso de protetores solares cremosos ao invés do spray.

Produtos à base de óleo mineral, ceramidas e ácido hialurônico são imprescindíveis para o tratamento da pele seca.

Você pode ainda fazer o uso de produtos naturais como o óleo de coco e a manteiga de karité para tratar esse tipo de pele.

Para evitar que além da pele seca você também sofra com a condição da pele desidratada, é importante manter a correta hidratação externa e interna (através do consumo de água e de alimentos ricos em líquidos, como a melancia).

Tratamento para a pele desidratada

Como você viu, a pele desidratada pode ser causada pela exposição em excesso aos raios solares e pelo uso de produtos, portanto a interrupção dessas duas causas pode cessar o problema.

É importante também evitar a lavagem excessiva do rosto ao longo do dia, optando por fazer uso de sabonetes com potencial hidratante.

Se você deseja usar um bom produto para resolver o problema da pele desidratada, a máscara de argila é bastante indica para reidratação.

Produtos à base de ácido hialurônico, glicerina, babosa (aloe vera), ceramidas, ácido lático e ácido cítrico também são essenciais para uma correta hidratação da pele.

O consumo de água na quantidade diária recomendada, bem como a maior ingestão de alimentos hidratantes, como melancia e abacaxi, é importante para evitar a pele desidratada.

Por que você deve se importar com a pele seca e a pele desidratada?

Seja por uma característica genética e permanente (pele seca) ou por uma condição temporária (pele desidratada), o fato é que o não tratamento pode ocasionar problemas permanentes.

O principal deles, como citado anteriormente no artigo, é o envelhecimento precoce, algo bastante temido por todas as mulheres.

Quem não cuida em deixar a pele hidratada ou não tem cuidados especiais com a pele sem oleosidade suficiente pode acabar tendo que pagar um preço caro em um futuro próximo.

No caso da pele seca, o maior risco de doenças sérias, como a psoríase, envolve ainda uma maior preocupação.

A psoríase é uma condição clínica caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas e que descascam, que surgem em formas de placas e aparecem em diversas partes do corpo, como couro cabeludo e cotovelos.

O fato é que nos dias atuais os tratamentos estão bem mais avançados e não há desculpas para não procurar um hoje mesmo.

O acompanhamento de um profissional dermatologista faz toda a diferença, já que ele pode indicar produtos mais eficazes e o tratamento mais indicado para cada caso.

Conclusão

Como você pôde ver, existe uma grande diferença entre pele seca vs desidratada, já que uma caracteriza-se por ser um tipo de pele e ter caráter permanente, enquanto a outra é uma condição clínica temporária.

O correto acompanhamento e tratamento por um profissional da dermatologia pode evitar diversos danos permanentes à pele, como o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Aproveite bem as informações repassadas sobre cada uma das peles explanadas aqui no texto e suas principais formas de tratamento.

Gostou do artigo de hoje sobre a diferença entre pele seca vs desidratada?

Se ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here